Testemunho de Pedro Serra

1. Que testemunho pode dar sobre os últimos 10 anos do sector da Água? O que de mais importante aconteceu na sua perspetiva?

 

Em 2015 a Expo Conferência assinala 10 anos, década que serviu para que as preocupações ambientais se impusessem de tal forma que hoje são inquestionáveis. A integração do INAG (antigo Instituto da Água) e das ARH (Administração de Região Hidrográfica] na APA é disso o testemunho extremo, com tudo o que de bom (valorização dos recursos hídricos como bem ambiental) e de mau (desvalorização da água como factor de produção) isso significa.

Como positivo destaco a extraordinária melhoria da qualidade, extensão do serviço e melhoria da eficiência dos serviços de água para consumo público e de recolha e tratamento de águas residuais urbanas.

 

2. O que gostaria de ver concretizado na próxima década no sector?


Nos próximos dez anos gostaria de ver o Estado assumir a sua função de defensor do interesse público, protegendo os recursos hídricos e garantindo que as suas utilizações são sustentáveis.

O Estado tem que reassumir a sua função de motor do desenvolvimento, promovendo os aproveitamentos dos recursos hídricos que, pela sua natureza estratégica ou multiuso, nenhum agente económico está em condições de, só por si, levar por diante, à semelhança do que acontecia no passado. Alqueva, Odeleite-Beliche e Baixo Mondego são apenas alguns aproveitamentos que não teriam sido realizados, ou tê-lo-iam sido de forma menos eficiente, se cada utilizador tivesse trabalhado isoladamente.


 

Pedro Serra é Consultor, Assessor da Administração do Grupo TPF Planege