Europa reconhece que é fundamental que mercado de matérias primas secundárias funcione bem

Os países da União Europeia concordam que é fundamental que exista “um mercado de matérias primas secundárias a funcionar bem” para que o pacote da economia circular aprovado pela Comissão Europeia possa ser aplicado na sua plenitude.

 

Esta foi uma das conclusões do Conselho da União Europeia dedicado ao Ambiente que decorreu em Março durante a presidência holandesa da União Europeia, que está empenhada em pôr em marcha a economia circular, como o Ambiente Online já noticiou.

 

O governo de Sharon Dijksma (na foto), ministra com a pasta do ambiente, já assumiu o compromisso de acelerar as propostas relativas aos resíduos. A Holanda preside ao Conselho da União Europeia de Janeiro a Junho de 2016.

 

Durante o Conselho os ministros do Ambiente salientaram igualmente a importância de investir em inovação e conceder apoio financeiro para este fim. Os governantes apontaram ainda a necessidade de aproveitar sinergias com outras áreas como a água e não descuraram a importância dos contratos públicos ecológicos.

 

A par destas medidas é importante melhorar áreas como o eco-design, a durabilidade dos produtos e a sua reutilização. A promoção do consumo sustentável e a sensibilização são igualmente fundamentais. Torna-se ainda imperativo, para os estados-membros, reduzir os resíduos, nomeadamente resíduos alimentares e lixo marinho, assim como reduzir gradualmente os microplásticos.

 

Os ministros também pediram que esta transição para uma economia circular seja monitorizada por via de relatórios regulares e que seja incentivada a partilha de experiências.

 

O novo pacote da economia circular, adoptado pela Comissão Europeia a 2 de Dezembro, propõe um conjunto de medidas que abrange o sector dos resíduos, incluindo propostas de alteração a várias directivas europeias e um plano de acção para fechar o ciclo dos produtos englobando todas as fases das cadeias de valor.

 

“A Análise do Impacto da Economia Circular no Sector Nacional dos Resíduos. Ameaças e oportunidades” é o grande tema da 10.ª edição do Fórum Nacional de Resíduos, que se realiza a 19 e 20 de abril no Sana Malhoa Hotel, em Lisboa, e que irá debater a temática junto dos profissionais do sector. O Fórum Nacional de Resíduos é organizado pelo jornal Água&Ambiente, uma publicação do Grupo About Media, que edita o Ambiente Online. 

 

(Ana Santiago para o Ambiente Online)