Graça Carvalho (Comissão Europeia): 650 milhões para ciência e inovação na Economia Circular (COM VÍDEO)

O orçamento europeu vai disponibilizar 650 milhões de euros para apoiar a ciência e inovação em torno da Economia Circular, cujo pacote foi aprovado em Dezembro de 2015.

 

“Parte deste financiamento é do Horizonte 2020. Mas também esperamos contribuição de outros programas e fundos europeus, nomeadamente os fundos estruturais e de investimento, que em Portugal é chamado o Portugal 2020”, salientou ao Ambiente Online Graça Carvalho, Conselheira Principal para a Ciência, Ensino Superior, Inovação, Energia, Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Comissão Europeia.

 

No seu programa de trabalho para 2016 e 2017 o Horizonte 2020 considerou a “Indústria 2020 na Economia Circular” uma prioridade, salienta a responsável, que participou num debate sobre “Financiamento da Economia Circular” esta segunda-feira, 11 de Abril, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, organizado pelo Ministério do Ambiente.

 

“Esperamos que haja uma complementaridade entre os dois fundos nomeadamente para projectos de demonstração de grande dimensão. A economia circular precisa de demonstrar tecnologias, alguns conceitos em projectos de demonstração de larga escala e aí será desejável termos vários fundos a contribuir para esses projectos, nomeadamente o Horizonte 2020 e o Portugal 2020. Os dois programas foram desenhados de modo a poder haver uma sinergia entre eles”, realçou.

 

“A Análise do Impacto da Economia Circular no Sector Nacional dos Resíduos. Ameaças e oportunidades” é o grande tema da 10.ª edição do Fórum Nacional de Resíduos, que se realiza a 19 e 20 de abril no Sana Malhoa Hotel, em Lisboa, e que irá debater a temática junto dos profissionais do sector. O Fórum Nacional de Resíduos é organizado pelo jornal Água&Ambiente, uma publicação do Grupo About Media, que edita o Ambiente Online. 

 

VÍDEO

 

(Ana Santiago para Ambiente Online)