José Pimenta Machado

José Carlos Pimenta Machado da Silva nasceu em Santo Tirso, em 1961.


Licenciado em Engenharia do Ambiente pela Universidade de Aveiro, em 1986, possui uma pós-graduação em Engenharia do Ambiente, pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, em 1995, e um Master in Public Administration, pela Universidade Católica.


É Vice-Presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).


De abril de 2012 a maio de 2018 foi Administrador Regional da ARH do Norte (Administração da Região Hidrográfica do Norte), departamento descentralizado da APA, na região Norte de Portugal.


É presidente dos Conselhos de Administração da Sociedade Polis Litoral Norte e da Sociedade Polis Litoral Ria de Aveiro. Desde janeiro de 2018 é membro da Direção do Instituto de Hidráulica e Recursos Hídricos da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.


De outubro de 2008 a setembro de 2011 assumiu o cargo de Diretor de Departamento de Recursos Hídricos do Litoral da ARH do Norte, IP. Entre outubro de 2007 e outubro de 2008 assumiu o cargo de Diretor de Serviços do Litoral, com funções executivas na gestão dos recursos hídricos e no apoio técnico ao Programa Operacional Regional Norte (POR Norte) integrado no QREN, em matéria de domínio hídrico.


De maio a setembro de 2007 foi nomeado Chefe de Divisão na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), assegurando as competências de licenciamento do domínio hídrico, da gestão do Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) de Caminha-Espinho.


De maio de 2001 a abril de 2007 exerceu funções na Direção de Serviços de Monitorização Ambiental, relacionadas com a avaliação de sistemas de tratamento de emissões atmosféricas e coordenou o projeto de despoluição da Bacia do Ave. De junho 1990 a abril de 2001 integrou a Direção Regional do Ambiente e Recursos Naturais do Norte (DRARN), onde desempenhou funções na gestão dos recursos hídricos. Representante do Ministério do Ambiente na Comissão de Acompanhamento dos Contratos Programa de Cooperação Técnica e Financeira para o Sistema de Despoluição da Bacia do Ave, de Barcelos, de Póvoa de Varzim, Vila do Conde e de Matosinhos. De julho de 1987 a maio de 1990 exerceu atividade na Comissão de Gestão Integrada da Bacia Hidrográfica do Ave (CGIBHA), tendo como principais funções estudar e planear ações de despoluição da Bacia Hidrográfica do Ave.


É autor e coautor de várias publicações técnicas na área de Gestão de Recursos Hídricos, tendo igualmente participado em vários seminários, conferências nacionais e internacionais especializados.