Agenda do setor apresentada na 13ª Expo Conferência da Água

14.09.2018

Os temas que vão marcar o setor nacional da água em 2019 vão ser apresentados na 13ª Expo Conferência da Água, que se realiza a 21 e 22 de Novembro, em Lisboa, organizada pelo jornal Água&Ambiente. 

A segunda edição da “Agenda A&A. Água 2019” está marcada para o primeiro dia da Expo Conferência.
 
O grande tema, eleito pelo grupo "Agenda A&A. Água", é "Empresarialização, Consolidação e Financiamento do Ciclo Urbano da Água". Na perspetiva destes especialistas do setor, que alinharam os assuntos que estão na ordem do dia, a empresarialização, mas também a escala, são condições necessárias para a sustentabilidade dos sistemas.
 
O “Insucesso da Política de Agregações” integra a lista dos restantes cinco temas. Os stakeholders defendem que é preciso equacionar outras opções além desta, apontada por este Governo como prioridade para o setor da água.

“Água e Economia Circular” é igualmente tema incontornável, tal como a  “Eficiência Hídrica”. Os especialistas argumentam que é inaceitável que ainda existam sistemas com perdas de água na ordem dos 70 por cento e que a média nacional seja superior aos 30 por cento, sendo que nas concessões a média ronda os 16 por cento.


 “As Desigualdades o País e a Desertificação” é outro ponto a focar. A baixa densidade da população em algumas zonas, associada às condições naturais, nomeadamente orográficas e de escassez de água, coloca problemas que as agregações não resolvem por si.

Os efeitos das “Alterações Climáticas” estão também sob o olhar atento dos especialistas tendo em conta que é inevitável que os sistemas se preparem para enfrentar secas, cheias e tempestades mais severas e frequentes. É preciso planear e prevenir em vez de simplesmente reagir como se de emergência se tratasse, defendem.
 
Os pontos da “Agenda A&A. Água 2019” serão desenvolvidos no painel a realizar na manhã de 21 de novembro com a  presença da presidente do Conselho de Administração da PPA (Parceria Portuguesa para a Água), Alexandra Serra, CEO da Aquapor, António Cunha, presidente da direção da AEPSA (Associação das Empresas Portuguesas para o Setor do Ambiente), Eduardo Marques, presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa, investigador-coordenador do LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil), Jaime Melo Baptista, professor da FEUP (Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto), Joaquim Poças Martins e do economista e assessor da Águas do Douro e Paiva, Sérgio Hora Lopes, membros do grupo "Agenda A&A. Água".

VOLTAR