Água fornecida pelas entidades gestoras é segura a 98,63 por cento

09.10.2019

A água fornecida pelas entidades gestoras de abastecimento público em Portugal é segura a 98,63 por cento, segundo o relatório anual do “Controlo da Qualidade da Água para Consumo Humano”, referente ao ano de 2018, publicado pela ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos).

Os dados agora tornados públicos servirão de base para a seleção quantitativa das entidades gestoras que serão contempladas com os Selos de Qualidade e os Prémios de Excelência dos serviços de águas, uma iniciativa da ERSAR, organizada em parceria com o jornal Água&Ambiente.

A atribuição das distinções relativas ao setor da água (serviços de abastecimento público de água e saneamento de águas residuais urbanas) será realizada na cerimónia solene de entrega dos prémios e selos dos serviços de águas e resíduos (vertente águas), no dia 10 de dezembro, no âmbito da 14.ª Expo Conferência da Água, e é uma iniciativa de entrada livre.

Esta iniciativa tem como objetivo “identificar, distinguir e divulgar casos portugueses de referência relativos à prestação dos serviços de abastecimento público de água, saneamento de águas residuais urbanas e gestão de resíduos urbanos e assim contribuir para a melhoria dos setores”.

Os prémios e selos dos serviços de águas e resíduos pretendem também evidenciar a existência de um rigoroso sistema de avaliação dos serviços prestados aos consumidores, que passam a conhecer as entidades que prestam o melhor serviço em diferentes áreas, e sensibilizar as entidades gestoras para as questões da qualidade na conceção, execução, gestão e exploração dos sistemas.

Na nova geração dos prémios de excelência e dos selos de qualidade que distinguem as entidades gestoras dos serviços de águas e resíduos, iniciada em 2017, indicadores como água segura, perdas reais de água, ocorrência de falhas no abastecimento, resposta a reclamações e cobertura de gastos foram avaliados.

No que respeita aos “Selos de qualidade exemplar de água para consumo humano”, uma das categorias em análise, foram 127 as entidades que, nesta nova geração, desde 2017, mereceram o galardão, podendo atestar junto dos seus consumidores que a água fornecida é segura e de qualidade reconhecida pela ERSAR, no ano a que reporta a análise do júri.

VOLTAR