Alemanha: Renováveis ultrapassam carvão na produção de eletricidade

07.01.2019

O conjunto de energias renováveis superou os 40% de contribuição para a produção de energia elétrica na Alemanha em 2018, remetendo o carvão para segundo lugar, pela primeira vez desde sempre, com cerca de 38% de um total de produção no país de 542 Terawatt por hora (TWh).


As energias verdes representavam apenas 19,2% do total de energia produzido em 2010, em 2017 já significavam 38%, a subida acima dos 40% no ano passado irá manter-se este ano prevê o cientista da Associação Fraunhofer responsável pelo estudo e citado pela Reuters.


A subida conjunta da produção por via solar, hidroelétrica, eólica e por biomassa significou uma produção total de 219 TWh tendo a energia de vento com equipamentos instalados onshore e outshore contribuído com 111 TWh, quase 20% de total da produção na Alemanha.


Segundo o estudo da Fraunhofer a energia solar gerou cerca de 45 TWh, uma subida de 16% face a 2017, devido a um verão prolongado, a mesma causa que provocou uma baixa contribuição do setor hidroelétrico para apenas 3,2% do total, devido ao calor e à baixa precipitação levando à secagem dos rios. A energia nuclear contribuiu com 13,3% para a produção.


As exportações da energia elétrica alemã dirigiram-se principalmente a Holanda, e as importações chegaram por interligações a França. No saldo líquido a balança de energia elétrica alemã é positiva em 45,3 TWh.

VOLTAR