As vantagens para os municípios da gestão direta de energia em baixa tensão

13.01.2020

José Lima de Oliveira, comentador do portal Ambiente Online, defende que os municípios devem aproveitar o fim das concessões de energia em baixa tensão para recuperar as redes de distribuição e passar a geri-las diretamente.

 

No comentário, Lima de Oliveira destaca as vantagens para os municípios da gestão direta da energia em baixa tensão: “têm receitas próprias; são remunerados sempre que fizerem investimento nas redes; são receitas independentes do Poder Central; podem incrementar o autoconsumo coletivo e podem promover a criação de Comunidades de Energia entre outras”.

 

Lima de Oliveira afirma que existem municípios que ainda não sabem claramente “qual o património das suas redes de distribuição”, sendo incompreensível o atraso que se verifica em “ todo o processo das concessões”, questionando se “com toda esta inércia haverá o risco de perpetuar a atual concessionária? E sem qualquer concurso público?”.

 

 

Leia tudo em Comentário de Lima de Oliveira: O património das concessões de baixa tensão

VOLTAR