Central nuclear de Three Mile Island vai fechar em setembro

09.05.2019

A central nuclear de Three Mile Island (na foto), no estado norte-americano da Pensilvânia, vai fechar no dia 30 de setembro, revelou a Exelon, empresa proprietária, que no seu conjunto gerou 32 mil MW de eletricidade em 2018. A concorrência do Gás Natural como opção de combustível, foi a explicação económica avançada.


A central tornou-se famosa quando há 40 anos ali ter acontecido o pior acidente nuclear na história dos Estados Unidos que não fez vítimas, mas foi classificado com o grau cinco numa escala que vai até sete, a classificação da catástrofe de Chernobyl, na ainda União Soviética, em 1986. Na altura mais de 140.000 pessoas tiveram de ser retiradas da zona e só ao fim de seis anos é que o reator número 01 foi reativado.


Segundo o plano de descomissionamento apresentado à US Nuclear Regulatory Comission, a Exelon escolheu uma das opções, designada SAFSTOR, planeando desmantelar as torres de refrigeração a partir de 2074. O combustível será guardado até 2022 em instalações especialmente preparadas com múltiplos níveis de segurança de estruturas, a par de colaboradores especializados e meios eletrónicos.


Embora pequenos acidentes tenham sido registados antes, o de Three Mile Island em 1979 despoletou um movimento negativo da opinião pública relativamente à energia nuclear, reforçada com a explosão e fusão do reator número 4 da central de Chernobyl em 1986 e, mais recentemente, com o acidente na central japonesa de Fukushima em 2011.

 

 

VOLTAR