Colunista convidada Ana Paula Teixeira (Água): Pela água é que vamos

13.04.2017

A Comissão Europeia aprovou o financiamento da primeira fase do projeto Lisbon International Centre for Water (LIS-Water), um centro de excelência em Portugal no setor da água, ao abrigo do programa Horizon 2020 Teaming. Este projeto visa criar um centro de excelência em Portugal no setor da água e atrair especialistas mundiais, nacionais e estrangeiros, centrando-se no desenvolvimento e na disseminação do conhecimento sobre políticas públicas, regulação e gestão de recursos hídricos e dos serviços de águas.

 

Sebastião da Gama escreveu: “Pelo sonho é que vamos (…)” mas, eu creio, que será pelo sonho e pela água.

 

Portugal ocupa uma posição geoestratégica na Europa e no mundo. O nosso pequeno país de 10 milhões de habitantes, 2,3 milhões emigrados e mais de 30 milhões de luso-descendentes por esse mundo fora, há portugueses em todas as latitudes. Portugal é a ponte que liga a Europa, do velho continente, ao resto de mundo. Foi assim há mais de 500 anos com os descobrimentos, Portugal deu novos mundos ao Mundo. Está a ser agora, há portugueses a operar no setor da água, por todo o mundo[1], em 2016 registava-se a presença de empresas portuguesas, a operar no setor, em 75 países, e será certamente assim no futuro.

 

Há muitos observadores internacionais, China, Angola, Índia, Macau, Argélia, Marrocos, Costa do Marfim, Senegal, Polónia… com os olhos postos no que Portugal tem feito, e faz neste domínio.

 

Um centro de excelência no setor da água, o LIS-Water é um projeto estruturante que agrega saberes e competências de várias gerações potenciando e projetando o que Portugal tem de melhor no domínio da água. Portugal está de parabéns, o setor está de parabéns, as organizações envolvidas estão de parabéns, a equipa de projeto liderada pelo Eng.º Jaime Melo Batista está de parabéns.  É assim, com este espírito de liderança, inovação, empreendedorismo, com visão estratégica, agregadora e inclusiva que Portugal, se pode, e deve posicionar na Europa e no Mundo. Claro que temos o Turismo, as capitais europeias da cultura, os patrimónios da humanidade, a capital europeia da água e da inovação, etc, etc, é certo, temos tudo isso e é muito bom que o tenhamos e regozijamo-nos porque somos um povo plural que conhece a sua história, o seu património, os valoriza, e dá a conhecer, à Europa e ao Mundo, com o nosso espírito acolhedor, hospitaleiro e empreendedor. Mas temos mais, muito mais, temos competências (hard e soft) no domínio da água, infraestruturas, saber-fazer, investigadores de craveira internacional, reconhecidos pelos seus pares como os melhores dos melhores.

 

Não só de Turismo vive o Homem português. Portugal tem a indústria da água – o cluster português da água -, que concretizou uma evolução extraordinária no domínio da água e do saneamento nos últimos 20 anos. O caminho percorrido até aqui foi notável, o futuro será certamente melhor.

 

O LIS-Water vai permitir a Portugal, às empresas, às instituições, aos organismos públicos e privados, e ao seu corpo técnico e científico disseminar o conhecimento neste domínio e preparar uma nova geração de profissionais da água.


Pela água é que vamos

 

[1] Fonte: sítio PPA - Cluster português em números - consulta em 10/04/2017

 

Ana Paula Teixeira é Mestre em Engenharia e Gestão de Tecnologia (2000, IST). Em 2002 integrou os quadros da SimTejo - Saneamento Integrado do Tejo e Trancão, onde participou em vários projetos nas áreas de operação de sistemas de tratamento de águas residuais, planos de operação e manutenção, modelação de drenagem urbana, reutilização de águas residuais, otimização energética de sistemas de tratamento biológico, indicadores de desempenho-Past21. Cooperou com a ANEQP no desenvolvimento dos perfis profissionais e referencial de formação de operador e técnico de ETA/ETAR. Em 2015 integrou os quadros da AdLVT. Desenvolve atualmente atividade na Direção de Gestão de Ativos da EPAL – Departamento de Gestão de Perdas e Afluências indevidas. É presidente da SC2 da CT90*. As opiniões expressas neste artigo vinculam apenas a autora.


*A CT 90 é o órgão técnico que visa a elaboração de documentos normativos e a emissão de pareceres normativos no domínio dos sistemas urbanos de água, tendo sido criado em 1990 pelo IPQ. A subcomissão 2 (SC2) – Sistemas de águas residuais acompanha o trabalho desenvolvido no âmbito dos comités técnicos europeus com atividade relevante para os sistemas urbanos de água CEN/TC165). 

TAGS: Opinião , colunista convidada , Ana Paula Teixeira , água , LIS
Vai gostar de ver
VOLTAR