Colunista convidada Diana Constant (Água): A água da torneira está cada vez mais irresistível!

21.01.2020

Consumir água da torneira é um hábito sustentável que deve fazer parte do nosso quotidiano, sendo a hidratação fundamental para o nosso bem-estar.

 

Em Lisboa, a conformidade legal da água da torneira alcança mais de 99%. É uma água segura, tratada com cloro, o qual assegura uma barreira sanitária, possibilitando que seja consumida com confiança.

 

Na minha infância bebia-se água da torneira às refeições e bebia-se fora delas. Era usual estar às mesas das famílias. Era usual pedir-se um copo de água e ser servido nos cafés, nas pastelarias e nos restaurantes, fresquinha, acabada de sair da torneira.

 

A “água canalizada” era - e continua a ser - um bem do progresso, um bem civilizacional, valorizado pela sociedade.

 

Era - e continua a ser - o resultado de um trabalho notável dos profissionais das Entidades Gestoras do Setor da Água.

 

Hoje é também um bem sustentável e rejuvenescido pela sua importância primordial: a sua qualidade para consumo humano, própria para saciar a sede.

 

Mas não tem que ser um bem rotineiro, igual a si mesmo. Pode ser renovado na forma. Basta um pouco de imaginação! Pois afinal gostamos de tornar diferente o que é sempre igual.

 

Aqui gostaria de destacar o lançamento, pela EPAL, do programa Waterstar, um mini curso de preparação de Receitas de Água da Torneira com ervas, frutas e especiarias e o lançamento do livro digital “Torne a sua água da torneira ainda mais irresistível” disponível em epal.pt.

 

Ambos refletem a vontade de inovar e de sensibilizar para o consumo sustentável - e agora com muito mais estilo - de água da torneira,  com um visual colorido e um paladar aromatizado.

 

Para a respetiva divulgação, a EPAL tem estabelecido parcerias com Organismos do Estado, Escolas e Universidades e tem contado com o apoio de diversas entidades neste desafio, entre as quais salientamos a Direção-Geral da Saúde.

 

Com maior regularidade, merece destaque a parceria com os Serviços Sociais da Administração Pública, entidade com quem a EPAL tem colaborado ativamente, realizando ações dirigidas aos respetivos trabalhadores e beneficiários, sensibilizando para a importância das boas práticas no âmbito da cidadania responsável.

 

Com efeito, é no trabalho que passamos uma parte considerável da nossa vida e é no trabalho que partilhamos hábitos e formas de estar, influenciando-nos mutuamente. E é também no trabalho que podemos – e devemos – ter comportamentos amigos do ambiente e do nosso bem-estar.

 

Este ano, e dado o sucesso alcançado, a EPAL perspetiva chegar a mais públicos. Consumir de forma sustentável é um desafio que lançamos a toda a sociedade e se pudermos inovar, melhor. Garantir a água da torneira à mesa dos Portugueses, mas também no trabalho, na caminhada, nos transportes, no lazer e em todas as rotinas é uma missão que abraçamos com empenho.

 

Desta forma, contribuímos para um estilo de vida mais verde, melhor.

 

E agora que acabou de ler este artigo, vai uma água da torneira natural ou aromatizada?

 

Diana Constant é licenciada em Sociologia do Trabalho pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa. É responsável pela Área de Marketing da EPAL, com enfoque no serviço prestado ao cliente, abrangendo a avaliação das necessidades e a medição da satisfação, a implementação de campanhas de promoção dos produtos e serviços da empresa, bem como de ações de promoção da qualidade da água distribuída e de sensibilização para o consumo responsável, a gestão dos meios de divulgação e a avaliação da eficácia. Esteve envolvida noutros projetos relevantes de onde se destaca a participação na promoção do Congresso e Exposição Mundial da Água da IWA em Lisboa e colabora na divulgação do portefólio de produtos e serviços da empresa em eventos internacionais.

VOLTAR