Kala Vairavamoorthy (IWA): 85% da água residual a nível mundial não é tratada (COM VÍDEO)

08.11.2019

Oitenta e cinco por cento da água residual produzida a nível mundial não é tratada. O número foi deixado pelo diretor executivo da International Water Associatiation (IWA), Kala Vairavamoorthy, que foi o orador principal das Jornadas de Engenharia do Grupo AdP – Águas de Portugal.

 

Com uma palestra focada nos desafios e oportunidades para o setor da água a nível internacional, este especialista em gestão de recursos hídricos, reconhecido internacionalmente, destacou o valor da água, a importância de fazer um uso inteligente deste recurso, cada vez mais escasso, e a relevância da inovação no contexto da criação de soluções sustentáveis.

 

“Estamos numa fase de desenvolvimento, investigação e inovação nesta matéria, o que permite abordar as fases do tratamento da água de outra forma, aproveitando todas elas para a produção de outros recursos, como a energia e as lamas”, frisou.

 

Kala Vairavamoorthy considera que os próximos 20 anos são cruciais neste âmbito, com as alterações climáticas a assumir a principal responsabilidade na escassez de água que se verifica um pouco por todas as regiões do globo, sobretudo nos países subdesenvolvidos.

 

“Se fosse feito hoje o exercício de desenhar os sistemas de tratamento da água, eles não seriam o que são hoje, porque o nosso conhecimento já nos permitiria tornar todo o processo mais eficiente”, sublinhou.

 

O diretor executivo da IWA destacou a digitalização como um fator impulsionador da evolução no setor, que permite acelerar o processo de evolução, como forma de lidar com as consequências das alterações climáticas.

 

A décima edição das Jornadas de Engenharia, que se realizou a 22 de outubro, teve como tema “Uma década a perspetivar o Futuro”, reuniu cerca de 300 profissionais das empresas do Grupo Águas de Portugal num evento que integrou diversas sessões técnicas e workshops.

 

Na ocasião foram também entregues os prémios “PEPE”, que reconhece e valoriza o grau de execução do Plano de Eficiência e de Produção de Energia do Grupo AdP, e “AdP 100% Inovação” que, este ano, distinguiu os projetos “SIMbiose Industrial”, da SIMARSUL, e “Robot Sophia”, da Águas do Norte.

 

Vídeo: Águas de Portugal

VOLTAR