Comentário Carlos Zorrinho: Eleições Alemãs - "Na energia não espero alterações significativas"

26.09.2017

Ainda é cedo para termos uma ideia consistente do equilíbrio de forças no próximo Governo que vier a ser formado na sequência das eleições alemãs. 

 

A designada coligação "Jamaica" [assim designada porque as cores dos partidos que a compõem são as da bandeira jamaicana: preto dos cristãos-democratas da CDU; amarelo dos liberais do FDP e verde dos Verdes] a concretizar-se terá múltiplas contradições internas, na energia, no tratamento dos refugiados e no desenvolvimento da Zona Euro, entre outras.

 

No domínio da energia acredito que a transição energética continuará a ser uma política favorecida pelo Governo alemão, tendo em conta que a Chanceler Merkel já fez por diversas vezes prova de uma visão favorável a essa opção de segurança e afirmação do projeto europeu.

 

Carlos Zorrinho, eurodeputado do PS, membro da Comissão da Indústria, da Investigação e da Energia no Parlamento Europeu, é licenciado em Gestão de Empresas e doutorado em Gestão de Informação pela Universidade de Évora. Foi professor catedrático do Departamento de Gestão da Universidade de Évora, deputado à Assembleia da República pelo PS (1995-2002 e 2004-2014), líder Parlamentar do Partido Socialista na Assembleia da República (2011-2014) e, no Governo, ocupou as funções de Secretário de Estado da Energia e da Inovação (2009 e 2011) e secretário de estado Adjunto da Administração Interna entre 2000 e 2002.

TAGS: energia , eleições , Alemanha , União da Energia
Vai gostar de ver
VOLTAR