Comentário Jaime Melo Baptista: IWA 2018 foi o maior Congresso Mundial de Água de sempre

01.10.2018

Decorreu recentemente o Congresso Mundial de Água de 2018 da International Water Association (IWA), que constituiu um claro sucesso. Representantes de Governos, entidades gestoras, universidades, empresas privadas e organizações internacionais reuniram-se em Tóquio, no Japão, para debaterem os problemas mais relevantes de água.


Esta 11ª edição teve o impressionante número de 9815 participantes de 98 países. O programa incluiu um total de 49 workshops, 88 sessões técnicas com 352 trabalhos apresentados, 633 posters, 27 sessões de posters com 462 apresentações, 6 fóruns de liderança, 7 sessões plenárias, 3 palestras principais e 19 sessões de formação e desenvolvimento de competências. O evento reuniu 252 expositores, provando mais uma vez ser uma oportunidade de partilha de soluções e inovações.


Passou a deter o título do maior Congresso Mundial de Água da IWA de sempre, em número de participantes, ultrapassando claramente o Congresso de Lisboa de 2014, que detinha este título. Este facto mostra bem a relevância crescente da água como uma das grandes prioridades da Humanidade, e por isso ela passou a constituir um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.


Dez milhares de profissionais de água de todo o mundo ajustaram agendas para o sector da água e debateram temas de interesse para as entidades gestoras, as cidades e as bacias hidrográficas, com um enfoque importante na economia digital, nas megacidades, na difusão de inovação, na sustentabilidade e na resiliência dos serviços de águas. Também o Fórum Mundial de Reguladores, evento iniciado no Congresso de Lisboa, teve a sua quinta edição.


Estiveram presentes perto de meia centena de portugueses, muito ativos através de apresentações orais e de posteres, moderações de sessões, participações em painéis, organização e participação em workshops e ações de formação, coordenação de reuniões de grupos especializados, participação nos fora de líderes de grupos especializados, no conselho estratégico e na assembleia geral da IWA e mesmo na exposição.


Iremos agora analisar cada um destes temas em maior detalhe, procurando extrair o mais relevante para o sector da água em Portugal. Não é um livro que se fecha, mas um livro que fica à nossa disposição para melhor nos capacitarmos. Temos que surfar esta onda, e não vê-la simplesmente passar.

 

Jaime Melo Baptista, engenheiro civil especializado em engenharia sanitária, é Investigador-Coordenador do LNEC, Coordenador do Lisbon International Centre for Water (LIS-Water), vogal do CNADS e Presidente do Conselho Estratégico da PPA e foi Comissário de Portugal ao Fórum Mundial da Água 2018. Integrou o conselho de administração e o conselho estratégico da IWA. Foi presidente da ERSAR (2003-2015), dirigiu o Departamento de Hidráulica (1990-2000) e o Núcleo de Hidráulica Sanitária (1980-1989) do LNEC, foi diretor da revista Ambiente 21 (2001-2003) e consultor. Foi distinguido com o IWA Award for Outstanding Contribution to Water Management and Science.

VOLTAR