Comentário Jaime Melo Baptista: O envolvimento social nas questões da água e "A sua voz"

20.02.2017

O envolvimento social dos cidadãos nas questões da água é ainda relativamente incipiente em Portugal, aliás como praticamente em todo o mundo. Há um enorme espaço de melhoria, pese embora alguns bons exemplos. Só assim será possível uma maior conscientização sobre as questões de água, um verdadeiro compromisso social e uma melhor proteção de consumidores. E também é importante reforçar os valores da verdade, da ética e da integridade nas questões de água. E ainda ter uma boa informação disponível a toda a sociedade, usando linguagem simples e acessível.

 

Temos que encontrar formas de aumentar o envolvimento social dos cidadãos em Portugal. A aplicação lançada pela ERSAR em 2014, através da qual podemos aceder no nosso telemóvel a vasta informação atualizada e fiável dos serviços de águas e resíduos por município, é um bom exemplo.

Surge agora outro caso interessante. No âmbito da organização do 8º Fórum Mundial da Água, que decorrerá em Brasília de 18 a 23 de março de 2018, foi lançada uma iniciativa online designada por "A sua voz", disponível no site do Fórum e criada para incentivar um amplo debate sobre a água. Permite que os cidadãos em qualquer lugar do mundo com acesso à internet possam compartilhar ideias, experiências e soluções e dar sugestões para serem incluídas nas discussões do Fórum, em seis temas: clima, desenvolvimento, ecossistemas, financiamento, pessoas e urbano. Os cidadãos terão a oportunidade de expressar as suas opiniões sobre o futuro da água durante três períodos de debate.

 

Cada período terá uma duração de oito semanas, tendo-se iniciado o primeiro no passado dia 13 de fevereiro, que termina em meados de abril. Será seguida por uma votação em todo o mundo para identificar as questões mais relevantes relativas à água.

 

Cada um de nós pode agora fazer ouvir a sua voz no próximo 8º Fórum Mundial da Água, enquanto cidadão ou profissional, utilizando esta plataforma de consulta aberta (http://www.worldwaterforum8.org/your-voice), e assim contribuindo para o debate e influenciando as conclusões do Fórum. Os portugueses têm algo a dizer? Estou certo que sim, e podem começar hoje mesmo.

 

Jaime Melo Baptista, engenho civil especializado em engenharia sanitária, é Investigador-Coordenador do LNEC, Presidente do Conselho Estratégico da PPA e Comissário de Portugal ao 8.º Fórum Mundial da Água 2018. Foi membro do conselho de administração e do conselho estratégico da IWA. Foi presidente da ERSAR (2003-2015), responsável pelo Departamento de Hidráulica (1990-2000) e pelo Núcleo de Hidráulica Sanitária (1980-1989) do LNEC, diretor da revista Ambiente 21 (2001-2003) e consultor. Foi distinguido com o IWA Award for Outstanding Contribution to Water Management and Science.

TAGS: Jaime Melo Baptista , água , comentário , 8º Fórum Mundial da Água
Vai gostar de ver
VOLTAR