Construção do Ecocentro e Estação de Transferência da Póvoa de Varzim já arrancou

09.05.2018

Já arrancou a construção do novo Ecocentro e da Estação de Transferência da Lipor, em Laúndos, na Póvoa de Varzim. O auto de consignação foi assinado ontem.

 

A empreitada adjudicada à empresa Construções Corte Reto, pelo valor de 1,5 milhões de euros, tem um prazo de execução de 12 meses.

 

O presidente do Conselho de Administração da Lipor e Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, referiu durante a cerimónia que as novas estruturas têm uma grande importância na medida em que representam uma mudança na forma como o munícipe se realciona com a entrega de resíduos na Lipor.

 

A obra está dividida em duas partes: a construção do novo Ecocentro, que substituirá o que existia na Zona Industrial de Laúndos, e a Estação de Transferência. Esta última surge no âmbito de uma nova "filosofia de recolha", que terá início em setembro, com um projeto piloto de recolha seletiva porta a porta que abrange 10 mil habitantes. "Os camiões de recolha da Póvoa de Varzim entregarão aqui os resíduos durante o período de recolha e depois serão transportados para a Lipor”, explicou.

 

O projeto de recolha seletiva irá começar na zona histórica da Póvoa de Varzim, sul e norte. Para a implementação do projeto estão previstas “ações de sensibilização e formação no sentido de, ao fazermos a distribuição dos equipamentos, explicarmos às pessoas como devem fazer e a que dias devem depositar os resíduos consoante a sua natureza”, pormenorizou.

 

O sistema permite a identificação de cada produtor e é o primeiro passo para a instalação de um sistema Pay-As-You-Throw (PAYT).

 

Aires Pereira revelou que o novo equipamento vem resolver um passivo ambiental. "O Ecocentro não tinha condições para funcionar e este é o primeiro uso que damos a este terreno que a Lipor em tempos adquiriu para a construção de um aterro de reserva que deixou de ser necessário”.

 

O presidente referiu ainda que, apesar do prazo de execução da obra ser de um ano, a Lipor irá  tentar negociar com o empreiteiro a possibilidade de reduzir o prazo de modo para setembro de 2018 de forma a coincidir com o início do funcionamento do sistema na Póvoa do Varzim. Concluída a empreitada, a Lipor fará outro investimento de cerca de meio milhão de euros em viaturas e maquinaria.

 

A Lipor é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos municípios de Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.

 

Foto: Lipor

VOLTAR