DHL vai operar com Greenplan

03.07.2020

 

A DHL vai começar a utilizar uma ferramenta de planeamento e otimização de rotas que irá ajudar a diminuir as suas emissões de CO2, indo ao encontro de uma tendência do setor e dando um passo em frente. Ao contrário das outras ferramentas existentes no mercado, a ferramenta Greenplan calcula  as rotas de acordo com o histórico de informação disponível de trânsito na rua, permitindo uma redução de custos até 20%, face às soluções padrão de otimização de rotas, com reflexos nos quilómetros percorridos e na pegada ecológica.

 

Esta solução, oportuna por surgir  num contexto de  crescimento do e-commerce e da procura de serviços de transporte para o mesmo dia, foi desenvolvida por uma start-up financiada pela DHL, articulando a cooperação de cientistas da Universidade de Bona com especialistas em logística. O  algoritmo utilizado tira partido do potencial do smart routing, recorrendo a dados disponíveis para otimizar as rotas de transporte numa área global, enquanto as soluções existentes lidam com sub-areas menores para reduzir a complexidade. Desta forma, o Greenplan estabelece um novo benchmark, ao reforçar a eficiência e a sustentabilidade da indústria sem comprometer a qualidade do planeamento.

 

A Greenplan capacita os clientes para estes levarem a cabo as suas próprias estratégias sustentáveis, fornecendo  dados sobre a pegada ecológica, baseada nas rotas planeadas, e igualmente considerando as emissões por tipo de veículo, para planear as rotas mais eficientes no que diz respeito às emissões de CO2. Além disso,  é capaz de considerar parâmetros específicos para frotas de veículos elétricos. No geral, o algoritmo inteligente reduz custos e emissões de CO2, o que ajuda não só as empresas de logística, como também apoia os fornecedores de serviços que necessitam de planear os horários dos seus colaboradores.

VOLTAR