É preciso olhar para os custos acrescidos com a gestão de resíduos

13.05.2020

O administrador-delegado da Lipor, Fernando Leite, defende, num artigo de opinião publicado hoje no Ambiente Online, que no atual contexto de pandemia o Governo tem que olhar para os custos acrescidos que autarquias e Sistemas de Gestão de Resíduos Urbanos estão a suportar para proteger os seus trabalhadores e as populações.

“Há, nestes últimos dois meses, gastos extraordinários e excessivos em materiais de proteção individual e em processos de desinfeção dos equipamentos de deposição de resíduos, que envolvem mais meios humanos e equipamentos e produtos desinfetantes”, alerta.

“É da mais elementar justiça alertar os responsáveis do Ministério do Ambiente para pensarem em colocar justiça nesta candente questão da TGR [Taxa de Gestão de Resíduos] e TGR NR [TGR Não Repercutível], isentando totalmente desta fiscalidade os resíduos geridos enquanto durarem os estados de emergência e calamidade”, apela. 

 

Leia tudo em: Atenção às recomendações da Direção Geral de Saúde

VOLTAR