Efacec duplica negócio da Mobilidade Elétrica e triplica produção de carregadores rápidos e ultrarrápidos

12.02.2019

A área de Mobilidade Elétrica da Efacec cresceu cerca de 100% em volume de negócios, recrutou mais 100 pessoas e triplicou a capacidade de produção de carregadores rápidos e ultrarrápidos para veículos elétricos nos últimos doze meses, que tembém foi o primeiro ano de funcionamento da nova unidade industrial da Maia.


A empresa revelou que vendeu 36 milhões de euros em 2018, representando atualmente a área de negócio da Mobilidade Elétrica cerca de 6% do total da atividade da Efacec. O objetivo é que, num futuro próximo, passe a representar 15%, chegando perto da barreira dos 100 milhões de euros nos próximos anos.


A Europa e a América representam cerca de 90% do negócio da Efacec na Mobilidade Elétrica. Entre clientes o destaque vai para o Electrify America (EUA), que visa criar uma rede de carregamento de grande dimensão no país, a British Petroleum, com o fornecimento de carregadores ultrarrápidos HV350 (na foto) para cinco estações de serviço de grande dimensão num projeto-piloto na Alemanha, e a participação no consórcio Ultra-E, que vai criar uma rede de carga ultrarrápida piloto na Europa.


A Efacec está ainda envolvida no projeto de entrada da Shell na carga rápida, na instalação de carregadores rápidos para a Transport of London (Inglaterra), que servirá os novos táxis da cidade que passarão a ser elétricos, na Ligação São Paulo – Rio de Janeiro (Brasil), um projeto da EDP Brasil e da BMW para instalação de carga rápida ao longo da rodovia Nova Dutrae ainda vários projetos na Escandinávia para a Volvo e a Fortum Charge & Drive e ainda fornece carregadores rápidos para a Nissan.


Atualmente os carregadores Efacec estão presentes em 45 países, “de norte a sul - da Lapónia à África do Sul- e de oeste a leste - do Havai à Austrália”, descreve a empresa.

 

 

 

 

VOLTAR