Endesa ganha quota em Portugal e lidera no setor empresarial

11.09.2020

O boletim mensal da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) dá a liderança à Endesa no segmento empresarial (B2B), considerando as quotas de mercado dos Grandes Consumidores, Consumidores Industriais e Pequenos Negócios. No segmento residencial, a Endesa é a comercializadora que maior número de clientes captou, desde janeiro, tanto em eletricidade como no gás natural, estando perto de atingir os 500.000 clientes. No gás natural, segundo o regulador, a Endesa ocupa a segunda posição por consumo, com um 12% (aumento de quota de mercado de 0,1 pontos porcentuais, quando comparado com o mês de junho). No segmento de grandes consumidores de gás natural, a Endesa registou também um aumento de quota em 0,2 pontos (12,8%), na segunda posição.

 

De acordo com Miguel Mendes, Director B2B da Endesa Portugal, «no setor da eletricidade, tal como acontece em Espanha, o objetivo é consolidar a nossa posição de líder natural no mercado empresarial português. Neste momento temos uma quota no segmento empresarial de aproximadamente 22,4%, com o objetivo de crescer em número de clientes em todos os segmentos, com especial enfoque no segmento de menor consumo e também no setor público administrativo. No caso da comercialização do gás natural, a Endesa está também presente no setor empresarial (B2B) com uma quota de 12,8% nos grandes clientes e com o objetivo demanter o segundo lugar no mercado português de gás natural».

 

Este Relatório dá ainda nota que, no Mercado Liberalizado de Eletricidade, o número de consumidores cresceu 2,4% em julho, face ao mesmo mês de 2019, e atingiu os 5,3 milhões de clientes. São ainda mais 12,1 mil do que em junho, divulgou o regulador.

 

Recorde-se que a presença da Endesa na produção de energias renováveis foi recentemente reforçada, com a Endesa Generación Portugal - subsidiária da espanhola Endesa, do Grupo Enel-, a ganhar ganhou um lote de 99 MW de potência solar no segundo leilão de energias renováveis promovido pelo Governo Português.

VOLTAR