Equipa da Universidade de Coimbra entra no combate ao derrame de petróleo

15.02.2019

Uma equipa do Centro de Química da FCTUC - Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra desenvolveu e testou um conjunto de géis com elevada capacidade de remediação de ambientes contaminados com hidrocarbonetos de petróleo.


O projeto, financiado pela agência brasileira CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, e pelo Centro de Química da Universidade de Coimbra, focou o desenvolvimento de uma solução inovadora e de baixo custo para recuperação de ambientes contaminados com compostos provenientes do petróleo e foi conduzido pelo investigador Cesar Cavalcante Filho (na foto), no âmbito do seu doutoramento em Química.


O investigador explica que optou por desenvolver um sistema polimérico constituído por géis por que “são sistemas de baixo custo, baseados em constituintes naturais, entre os quais quitosano - obtido da carapaça de crustáceos- e pectina, obtida da casca de algumas frutas”, afirma.


Cavalcante Filho aponta que esta é “uma solução inovadora, de baixo custo e alternativa para os métodos atualmente utilizados na recuperação de ambientes contaminados com compostos derivados do petróleo” e indica como objetivo “a remoção eficaz de hidrocarbonetos do ambiente, quando ocorrem derrames de petróleo”.


O próximo passo deste grupo de investigação no Departamento de Química da FCTUC é estudar o potencial dos géis produzidos neste trabalho “para a remoção de outros poluentes, que não os hidrocarbonetos aromáticos, demonstrando assim outras potenciais aplicações destes materiais”, conclui Cavalcante Filho.

 

 

VOLTAR