Governo aprova reutilização da água como atividade principal das entidades gestoras

Água & Ambiente na Hora

26.02.2021

O Governo acaba de aprovar legislação que reclassifica a reutilização de água como atividade principal das entidades gestoras que, até aqui, têm como tal apenas o abastecimento de água e o saneamento, soube o Água & Ambiente na Hora.


A alteração representará uma “verdadeira revolução”, como foi designado, porque irá permitir a integração da reutilização no negócio das empresas fornecedoras de água permitindo rever drasticamente os custos dos processos de reutilização que são, considerados de per si, muito onerosos. Estando classificada como atividade principal será possível projetar os investimentos pelo prazo da concessão, permitindo assim olhar o negócio de uma forma completamente diversa. Até aqui um projeto específico de reutilização implica que a entidade gestora fornecedora aprecie os custos do projeto em concreto e seja remunerada à cabeça, pelo que o interesse do promotor desaparece. Em função desta alteração legislativa, são de esperar mudanças muito significativas no negócio da água em Portugal.


As alterações, que o Água & Ambiente agora revela em primeira mão estão refletidas no decreto-lei 16/2021 de 24 de Fevereiro, desta quarta-feira.
A próxima edição do jornal Água & Ambiente, do mês de março, irá aprofundar as implicações das novas possibilidades da reutilização da água e contará também com a opinião dos diversos players.

VOLTAR