Governo atribui mais 11 milhões de euros para recuperar passivo ambiental das minas abandonadas

11.03.2019

O secretário de Estado da Energia, João Galamba, vai hoje anunciar um reforço de verba de 11 milhões de euros para a atribuir pelo Fundo Ambiental à EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro, quando de uma visita tendente a verificar a recuperação ambiental das minas de áreas mineiras abandonadas.


O anúncio, que terá consequência em um aviso do PO SEUR exclusivo para a EDM, prevê-se para hoje quando o governante visitar Aljustrel e alguns locais e entidades relacionadas com a atividade mineira no Centro de Estudos Geológicos e Mineiros do Alentejo, deslocando-se depois ao Parque Mineiro de Aljustrel para verificar todo o trabalho de reabilitação ambiental que tem sido feito na zona da antiga mina de Algares.


A EDM tem como concessão a responsabilidade de recuperar o passivo ambiental de áreas mineiras abandonadas e, através de fundos próprios obtidos por royalties cobrados às concessionárias de exploração mineira e financiamentos ao abrigo do PO SEUR, já investiu cerca de 88 milhões de euros desde 2001 nesta atividade.


A mina de Aljustrel continua ativa e é explorada pela Almina, empresa de capitais Portugueses que, desde a reabertura das minas de Aljustrel em 2009 e a produzir desde 2011, “já investiu cerca de 300 milhões de euros” segundo responsáveis da empresa. A Almina é responsável pela extração e valorização de cobre e mais recentemente zinco, bem como pela comercialização, transporte dos produtos e derivados e ainda pela investigação, aquisição e desenvolvimento de processo e métodos tecnológicos nas suas atividades mineiras. O principal mercado é a China.

 

Foto: Almina, mina de Aljustrel.

VOLTAR