Hidrogénio - Ambição exorbitante?

14.07.2020


GRANDE DEBATE NO 8º FÓRUM ENERGIA

Hidrogénio - ambição exorbitante?


 

Continuadamente, Portugal tem evidenciado uma forte vontade política de acompanhar metas ambientais muito ambiciosas, em boa parte, fixadas à medida das capacidades de outros Países que, provavelmente, serão os únicos que dispõem de condições para as cumprir. Ou seja, até que ponto a ambição tem sido suficientemente temperada com humildade e realismo?

No caso do Hidrogénio, apesar de poder vir a ter uma contribuição importante para o cumprimento das metas do PNEC, estamos perante uma boa aposta ou uma ambição exorbitante?
 

Questões para debater no 8º Fórum Energia no painel O Cluster do Hidrogénio em Portugal que tem os seguintes pontos-chave:

  •  O projecto do Hidrogénio em Portugal não redundará em mais Custos de Interesse Económico Geral (CIEG) que no final do dia são suportados pelos consumidores domésticos e industriais na conta de electricidade?
  • Como se explica que o projecto português de Hidrogénio tenha um investimento associado de 7500 milhões de euros quando o projecto alemão (quarta maior economia do mundo) tem um custo estimado de 9000 milhões?
  • Quais as vantagens expectáveis do Hidrogénio comparativamente com as energias renováveis (convencionais) para as metas da descarbonização? 

 

Seguramente o debate do ano. Inscreva-se aqui!
Conheça o programa completo aqui

VOLTAR