INESC TEC lidera consórcio europeu para desenvolver soluções de digitalização do sistema elétrico

04.11.2019

InterConnect é o nome do projeto europeu, liderado pelo Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), que reúne 51 entidades europeias que vão desenvolver e testar soluções avançadas para a digitalização do sistema elétrico.

 

São mais quatro as instituições portuguesas que participam, a EDP Distribuição, a SONAE MC, a Schneider Electric Portugal e a Domótica SA.

 

“São 36 milhões de euros que estarão disponíveis, neste que é o maior projeto europeu alguma vez liderado por uma instituição portuguesa”, informa o INES TEC.

 

Onze países europeus estão envolvidos no InterConnect – Alemanha, Áustria, Bélgica, Eslovénia, França, Grécia, Holanda, Itália, Polónia e Portugal – e são sete os demonstradores de larga escala que vão ser instalados na Europa, neste projeto aprovado pela Comissão Europeia ao abrigo do programa H2020. Os demonstradores vão ser instalados em Portugal, Bélgica, Alemanha, Holanda, Itália, Grécia e França a partir de 2021.

 

Com uma duração de quatro anos, o projeto divide-se em oito grandes áreas de atuação: edifícios e redes elétricas, big data, cibersegurança, estandardização, ontologia, plataformas digitais, IoT e cloud.

 

O InterConnect vai desenvolver “soluções para uma digitalização dos edifícios e do sistema elétrico baseada em arquiteturas para a internet das coisas (IoT) que, através de diversas plataformas digitais, e utilizando uma ontologia universal chamada SAREF, garanta a interoperabilidade entre equipamentos e sistemas, ao mesmo tempo que assegura a privacidade e a cibersegurança dos dados dos diferentes utilizadores”.

 

Reguladores e decisores políticos, utilizadores finais, desde domésticos a proprietários de edifícios, assim como PME, startups e integradores vão beneficiar destas soluções avançadas que vão estar disponíveis nos demonstradores ao longo do projeto e depois deste terminar, a partir de 2023, no mercado.

 

Além dos desenvolvimentos tecnológicos que serão apresentados pelos 51 parceiros que compõem o consórcio, o projeto vai potenciar também a expansão do ecossistema de inovação a outros players, ao oferecer oportunidades a empreendedores através de Open Calls.

 

Serão lançadas três calls ao longo do projeto para que 42 projetos inovadores sejam selecionados – 14 protótipos e 28 demonstradores de pequena escala – para cooperarem com o projeto na missão de criar soluções interoperáveis para utilizadores, edifícios e para a rede elétrica.

 

Liderado pelo INESC TEC, e com a coordenação técnica de inovação da instituição de I&D holandesa TNO, o consórcio do InterConnect é composto por seis tipologias diferentes de parceiros: I&D e consultoria, fabricantes e associações, fornecedores de serviços de IoT /ICT, operadores de rede elétrica (DSOs), retalhistas e utilizadores finais.

VOLTAR