MATE e SEE juntos no lançamento do novo parque fotovoltaico da Lipor

04.06.2019

O Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes e o Secretário de Estado da Energia, João Galamba, estiveram presentes na assinatura do Contrato para Construção e Operação de um Parque Fotovoltaico nas instalações LIPOR, em Baguim do Monte, um projeto “chave-na-mão” concebido pela Endesa, com um investimento por parte dos promotores privados de cerca de 1,5 milhões de euros e que vai permitir, ao fim de 25 anos de exploração, uma poupança superior a três milhões de euros.

 

“Não há financiamento do Estado, nem programa europeu a co-financiar”, diz Fernando Leite, administrador da Lipor, “é um projeto promovido pela Lipor, Hidurbe e Endesa que se recupera em 25 anos”, resultando a sua receita no auto consumo, “o que a Lipor deixa de comprar à rede elétrica e ainda um excedente que é vendido a essa rede”, explica Fernando Leite.

 

O projeto de construção e operação do novo parque fotovoltaico nas instalações da Lipor vai contar com a instalação de 2200 módulos fotovoltaicos de elevada performance, ocupando uma área total de 4256 metros quadrados, divididos em 3.308 metros quadrados na cobertura da unidade fabril e 948 metros quadrados no espelho de água (túnel de compostagem), para uma potência instalada de 748 kWp (kiloWattpico).

 

O projeto em regime de autoconsumo (UPAC) será executado em nove  meses, e conta com uma produção anual estimada de eletricidade de cerca de 1,1 GWh (um milhão e cem mil kiloWatthora), destinada, maioritariamente, ao autoconsumo da central de valorização orgânica da Lipor, explorada pela HIDURBE Serviços. Este parque permite ainda um excedente de cerca de 40 MWh (quarenta mil kiloWatthora), que serão injetados na Rede como energia limpa e renovável.

 

A produção de eletricidade no novo parque fotovoltaico nas instalações da Central de Valorização Orgânica da LIPOR, corresponde ao consumo anual de cerca de 275 famílias, estimando-se que sejam evitadas cerca de 518 toneladas de CO2 equivalente por ano.

 

Esta Parque junta assim o know-how da ENDESA, parte do Grupo Enel, líder do sector elétrico espanhol e o segundo operador em Portugal, a HIDURBE, do grupo Somague e a LIPOR A LIPOR que trata anualmente cerca de 500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por um milhão de habitantes dos municípios de Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.

 

Notícia atualizada às 11h

VOLTAR