30 anos da Tratolixo: nova central de triagem em fase final de testes

31.07.2019

A nova Central de Triagem da Tratolixo está em fase final de testes. Este equipamento foi co-financiado em 85 por cento pelas verbas dos fundos comunitários do POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos). Esta infraestrutura permitirá um “acréscimo da eficiência na triagem de materiais recicláveis”, sublinha a empresa.

 

Na sexta-feira a Tratolixo assinalou o 30º aniversário com um convívio e visita aos novos equipamentos do Ecoparque de Trajouce. O Secretário de Estado do Ambiente, João Ataíde, congratulou-se com o excelente aproveitamento dos fundos do POSEUR na Central de Triagem e laboratório de Educação Ambiental, que estão alinhados “com aquilo que é o futuro”.

 

O Presidente do Conselho de Administração da Tratolixo, João Teixeira, lembrou que a aposta passa cada vez mais por cumprir o que é obrigatório, do ponto de vista legislativo, olhando também a questões como a qualidade de vida, respeito pelo ambiente, sustentabilidade e economia circular. “Temos que trabalhar nesses domínios de uma forma tecnicamente muito correta, socialmente muito inclusiva, de tal forma que a qualidade de vida das pessoas - porque é para as pessoas que trabalhamos - seja cada vez melhor”.

 

A empresa intermunicipal dos municípios de Cascais, Mafra, Oeiras e Sintra é a mais antiga do país no tratamento de resíduos, e segundo Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, “tem um trabalho fundamental que se realiza a cada dia para mais de 850 mil cidadãos" desta área, sublinhou.

VOLTAR