Paulo Rodrigues (Resíduos - Recolha): Tempos de Tormenta

19.03.2020

Estes são tempos difíceis, mas estou certo de que vamos todos, enquanto sociedade e seguindo as orientações das entidades competentes, ultrapassar este drama que vivemos.

 

Os Portugueses já demonstraram que são, acima de tudo, uma sociedade que se mobiliza por causas. Temos essa alma patriótica que caracterizou os nossos antepassados e nos caracteriza a nós.

 

E o setor dos Resíduos em Portugal também está a mobilizar-se.

 

A Agência Portuguesa do Ambiente publicou Boas Práticas e Recomendações para a Gestão de Resíduos, as Entidades Reguladoras têm acompanhado e apoiado de forma constante, as entidades em Alta e Baixa estão a definir, coordenar e a implementar Planos de Contingência, em suma, o setor está a preparar-se para a segunda onda de choque que aí vem: A Gestão de Resíduos.

 

“(…) a recolha de resíduos vai ter que dar uma resposta para cenários que nunca imaginou. É altura de mobilizar, de trabalhar em conjunto, de partilhar boas práticas, infraestruturas e recursos.”

 

Essencial na gestão da crise, a recolha de resíduos vai ter que dar uma resposta para cenários que nunca imaginou. É altura de mobilizar, de trabalhar em conjunto, de partilhar boas práticas, infraestruturas e recursos. Acreditem que vai ser preciso e que só assim conseguiremos ultrapassar esta crise.

 

Teremos, certamente, dificuldades no futuro próximo.

 

Haverá trabalhadores da recolha que infelizmente ficarão de quarentena, haverá lixo nas ruas reflexo da deposição ilegal, haverá falta de meios humanos, desgaste, cansaço, quem critique, enfim, haverá um pouco de tudo… mas há algo que não faltará: Um setor alinhado para um objetivo comum.

 

Ainda que pareça uma eternidade, esta pandemia que em Portugal tem pouco tempo, já mobilizou o setor como nunca algo fez.

 

“(…) esta onda de choque que se vai fazer sentir na produção e gestão de resíduos, fez acordar os velhos marinheiros que andavam adormecidos ou um pouco arredados das grandes decisões do setor.”

 

Quase como um desígnio nacional, esta onda de choque que se vai fazer sentir na produção e gestão de resíduos, fez acordar os velhos marinheiros que andavam adormecidos ou um pouco arredados das grandes decisões do setor.

 

Estou certo de que para a generalidade dos portugueses, saber que a gestão de resíduos está alinhada e preparada para dar resposta às suas necessidades é, acima de tudo, menos uma preocupação.

 

E portanto, Velhos Marinheiros, é hora de agarrar o leme, reunir as equipas, prepararem-se para mares de tormenta e dar confiança às nossas gentes… aos Portugueses.

 

Cumprir com as recomendações da APA, ser rigoroso com as nossas equipas, providenciando-lhes as melhores condições de segurança possível para a execução do serviço, preparar pickets para combater de forma efetiva e imediata a deposição ilegal de resíduos, desinfetar os equipamentos de deposição e recolha, comunicar boas práticas com os munícipes, estar preparado para fazer ajustamentos aos serviços de recolha, ter equipamentos e infraestruturas de apoio, criar stocks intermédios nas triagens ou mesmo centralizar recolhas são, entre outras, algumas das ações que temos de planear e que devem fazer parte dos nossos Planos de Contingência.

 

São tempos de Solidariedade, Civismo e Coordenação.

Tempos de Tormenta, de Emergência Nacional e a “malta do Lixo não vai falhar”!

 

 

Paulo Rodrigues é Engenheiro do Ambiente formado pela ESB/UCP com Formação Avançada em Ordenamento da Cidade e Ambiente - UA e Formação Geral em Gestão para a Excelência - PBS. Com um percurso alargado na área de Gestão de Resíduos, desenvolveu e implementou Sistemas de Gestão em diferentes setores de atividade sendo de destacar o setor Residencial, Não-Residencial, sector da Construção e Demolição, Estádios de Futebol, Canal Horeca, Zonas Industriais, PAYT, Prevenção de Resíduos e Gestão de Resíduos em Eventos entre outros. É atualmente Secretário da Comissão Técnica Resíduos – CT209 e tem o registo de Inventor da Patente de Invenção Portuguesa Nº 106819 - “SISTEMA E PROCESSO DE DEPÓSITO E RECOLHA DE RESÍDUOS” COM RECURSO A IDENTIFICAÇÃO DO UTILIZADOR.

VOLTAR