Informação da Entidade
Nome da entidade: Eco-Oil - Tratamento de Águas Contaminadas, S.A.
Tipo de entidade: Empresa
Setores: Água, Energia, Resíduos
Produtos e Serviços
Descrição de produtos e serviços: Refinação de resíduos oleosos e comercialização de Fuel Óleo constituem a principal actividade da Eco-Oil. Os resíduos oleosos, recolhidos directamente pela Eco-Oil em navios ou importados de outras unidades na Europa, são recepcionados no terminal marítimo e o seu tratamento é realizado com aplicação de tecnologias ecoeficientes. A regeneração dos resíduos oleosas é realizada com forte preocupação na maximização da qualidade do combustível produzido e no índice de recuperação.
Informação Financeira
Capital social: 50880
Volume de negócios (€): 5300000
Nº de colaboradores: 15
Classificação por dimensão: 2
Historial
Início de atividade: 2001
Missão: Receber e tratar os resíduos oleosos dos nossos Clientes, com forte aposta na sua recuperação e valorização, com recurso às melhores e mais eco eficientes práticas disponíveis.
Contactos
Telefone: 212069100
Morada: Parque Empresarial do Barreiro, Rua 35, n. 27
2831-904 Barreiro
Coordenadas: 38º28'34.57
Apresentação
A Eco-Oil – Tratamento de Águas Contaminadas, SA, é a companhia portuguesa com maior capacidade instalada para o tratamento de águas contaminadas com hidrocarbonetos. Tratamos resíduos oleosos, de origem marítima ou terrestre, e do processo de tratamento valorizamos os hidrocarbonetos para produzir Fuelóleo. Detentora da Licença Ambiental, N.º 8/1.0/2015, com capacidade máxima anual de 373 000 toneladas e localizada no porto de Setúbal, a unidade de tratamento incorpora tecnologia de comando e monitorização centralizada, que garantem elevados níveis de tratamento e segurança ambiental com forte enfoque na recuperação e valorização, com recurso às melhores e mais eco eficientes práticas disponíveis. Criada para tratar as águas contaminadas dos navios tanque destinados ao Estaleiro de reparação da Lisnave, a Eco-Oil é hoje uma referência nacional e internacional como unidade de tratamento resíduos e produção de combustível recuperado.
Atividade
Certificações: A Eco-Oil obteve, em 2009, a certificação do Sistema de Gestão da Qualidade segundo a Norma NP EN ISO 9001 2008, pela entidade de certificação Tuv Rheinland. Em 2012, concluiu a integração de mais 2 Sistemas, tendo certificado igualmente os Sistemas de Gestão Ambiental e Sistema de Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho, segundo, respetivamente, as Normas NP EN ISO 14001 2007 e OHSAS 18001 2007. Em 2018, a Eco-Oil procedeu à transição dos normativos da Qualidade e do Ambiente, passando a possuir um Sistema Integrado de Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança (SIGQAS), certificado pelo organismo externo acreditado (TUV), segundo a NP EN ISO 9001:2015, NP EN ISO 14001:2015 e OHSAS 18001:2007.
Principais obras e projetos: A ACTIVIDADE CORRENTE DA EMPRESA É EXERCIDA COM CARÁCTER REGULAR E CONTÍNUO.
Principais clientes: Operadores de Gestão de resíduos; Armadores; Agentes de Navegação; Empresas petrolíferas; Outras unidades de recolha e tratamento de resíduos oleosos que não disponham de regeneração.
RESPONSÁVEL PELA ENTIDADE

Matos, Nuno

Diretor-Geral
02-09-1970
Formação académica
Licenciado em Química Tecnologica
Carreira profissional
Desde 2008, assume a função de Director Geral da Eco-Oil, conduzindo a empresa para novos mercados nacionais e internacionais, com o desenvolvimento de oportunidades de negócio e investimento noutras localizações. Em 2010 lançou a Eco-Oil Bahamas, uma iniciativa que liderou como secretário-geral até 2018. Neste período, reuniu os apoios necessários para desenvolver e implementar o projeto; o arranque da unidade está previsto para o primeiro trimestre de 2020. Na Euroshore, Associação Europeia de empresas do sector, foi vice-presidente entre 2014 e 2016, tendo nessa data assumido o cargo de presidente até 2018. Em 2018, foi co-fundador da Associação de Recicladores de Fuelóleo e assume vice-presidência. Foi Director na Galp Energia, onde assumiu diversas funções de gestão, no mercado do Gás Natural, incluído Controller, Project Manager, Business Development, Director e Assessor da Administração. Posteriormente, fundou e assumiu a função de CEO numa empresa de Gestão Imobiliária e foi Director Comercial da De Viris. Nos primeiros anos da sua carreira, trabalhou como Engenheiro de Projecto na EDP e na Procesl. Detém a licenciatura em Química Tecnológica pela Universidade de Lisboa e duas pós-graduações na área de gestão: Programa Avançado Gestão para Executivos e Gestão Imobiliária e Avaliação de Projectos, ambas pela Universidade Católica Portuguesa. Vive em Lisboa e tem dois filhos.