Inaugurada Unidade de Produção para Autoconsumo de Energia Elétrica da Unidade de Tratamento Mecânico e Biológico da Resíduos do Nordeste

19.07.2022

A Resíduos do Nordeste inaugurou esta terça-feira a Unidade de Produção para Autoconsumo (UPAC) de Energia Elétrica da Unidade de Tratamento Mecânico e Biológico (UTMB), em Mirandela, numa cerimónia que contou com a presença do primeiro-ministro, António Costa, do ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, e ainda do secretário de Estado do Ambiente e da Energia, João Galamba.

 

De referir que as oportunidades que podem ser exploradas no autoconsumo, numa altura em que a contenção dos custos de energia é uma preocupação premente e a descarbonização um desígnio nacional e europeu, é um dos temas em destaque, e que será abordado transversalmente nas conferências do Jornal Água&Ambiente  - 10.º Fórum Energia16.º Fórum Resíduos e 17.ª Expo Conferência da Água –, que decorrem entre 15 a 22 de novembro.

 

A implementação desta unidade envolveu um investimento de 320 mil euros, contando com uma potência instalada de 340,48 kwp e uma produção anual estimada de 455,7 MWh.

 

A Resíduos do Nordeste está ainda a desenvolver outras duas unidades de produção para autoconsumo no Centro de Triagem e na Estação de Tratamento de Águas Lixiviantes.

 

O valor global de investimento na instalação das três UPAC da Resíduos do Nordeste ascende a 500.000,00€ (quinhentos mil euros). Em termos económicos, estes investimentos são rentabilizados a 25 anos. Estima-se uma receita de aproximadamente 67.227,52€ anuais o que equivalente a 5.602,29€ mensais. Segundo a Resíduos do Nordeste, considerando "que uma família gasta em média 40,00€ mensais podemos afirmar que vamos produzir o equivalente a um consumo de 140 famílias. A quantificação de emissões de gases com efeito de estufa, expressas em dióxido de carbono equivalente (CO2e), associadas à atividade das UPAC, permite a respetiva compensação em quantidade equivalente. Anualmente será evitada a emissão de 245,20 toneladas de CO2, o equivalente a plantar 1.420 árvores".

 

TAGS: Resíduos do Nordeste , autoconsumo , energia , eletricidade , Mirandela
Vai gostar de ver
VOLTAR