Pela aplicação geral do suplemento remuneratório de penosidade e insalubridade

28.07.2021

Por uma maior igualdade e justiça para os trabalhadores da recolha de resíduos, Paulo Rodrigues relembra que o setor privado não é ainda abrangido pelo direito ao suplemento remuneratório de penosidade e insalubridade da carreira geral de assistente operacional, embora os seus trabalhadores estejam expostos aos mesmos perigos.

 

Nesse sentido, “não deverá o setor público, que garantiu esse mesmo subsídio para os seus colaboradores, primar pelos princípios de igualdade e segurança e exigir o mesmo aos seus operadores privados?”, questiona.

 

Leia o artigo de opinião completo aqui.

TAGS: Paulo Rodrigues , resíduos , recolha de resíduos
Vai gostar de ver
VOLTAR