ZERO associa-se a campanha europeia “Dieta sem Plástico”

04.05.2021

Promovida a nível europeu, enquanto um dos eventos integrados na Green Week da União Europeia, a campanha “NonHazCity Plastic Diet/Dieta sem Plásticos – o impacto do plástico na nossa saúde” visa impulsionar a alteração de comportamentos de consumo com o objetivo de reduzir a emissão de substâncias perigosas dos produtos.

 

A campanha decorre até 13 de junho exclusivamente nas redes sociais através da disponibilização de informação, dicas e propostas de ação para diminuir a presença de plásticos na nossa rotina, nomeadamente os que interferem com a nossa saúde.

 

A ZERO – Associação Sistemas Terrestre Sustentável associou-se à iniciativa: “A campanha não se foca apenas na necessidade de reduzir as quantidades de plástico, mas olha mais especificamente para a composição dos diferentes materiais, em que tipos de produtos os encontramos e quais podem ser as alternativas mais seguras. Iremos desafiar os consumidores a testar os seus conhecimentos através de pequenos inquéritos e a fazer uma avaliação da sua casa. Tratam-se de produtos que compramos e usamos no dia-a-dia, tais como roupas, brinquedos, utensílios de desporto, acessórios e materiais que contactam com os alimentos”, explica no seu site a associação ambientalista. “A campanha incide sobre os plásticos porque muitos dos que usamos podem prejudicar o ambiente, mas também a saúde humana já que muitos plásticos resultam da mistura de polímeros obtidos de combustíveis fósseis com um conjunto variado de aditivos”, acrescenta ainda.

 

Esta campanha europeia apela ainda ao uso da aplicação Scan4chem, no âmbito da qual os consumidores podem pedir informações aos fabricantes sobre a presença de substâncias perigosas em determinados produtos.

 

“NonHazCity Plastic Diet/Dieta sem Plásticos – o impacto do plástico na nossa saúde” envolve a Alemanha, a Estónia, a Finlândia, a França, a Grécia, a Letónia, a Lituânia, a Polónia, Portugal, a Sérvia, a Suécia e a Rússia.

TAGS: plástico , ZERO , campanha europeia , UE , saúde
Vai gostar de ver
VOLTAR