Seca severa mantém-se numa pequena área da região do sotavento algarvio

Seca severa mantém-se numa pequena área da região do sotavento algarvio

A seca meteorológica diminuiu em junho face ao mês anterior, segundo o último boletim climatológico Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que nota, no entanto, uma pequena área em seca severa na região no sotavento algarvio, junto à fronteira com Espanha.

O boletim do IPMA dá conta que 42,5% do território estava em seca meteorológica fraca (22%), moderada (22,3%) e severa (0,2%) a 30 de junho.

Comparativamente ao mês de maio, a área de seca moderada aumentou de 11,9% para 20,3, e a seca fraca diminuiu de 36,3% para 22%, tendo esta subida sido verificada na região Sul, nos distritos de Faro, Beja e parte dos distritos de Setúbal e Évora.

Temperatura do ar normal em junho

Outros dados do boletim do IPMA indicam que junho classificou-se como normal em relação à temperatura do ar e muito chuvoso em relação à precipitação.

Durante o mês de junho ocorreu, por um lado, ocorreu um período relativamente longo (de 08 a 21) com valores de temperatura do ar muito inferiores ao valor médio mensal. Por outros, dois períodos (01 a 07 e 22 a 24) com a máxima muito acima do valor médio. No dia 24 de junho, 10% das estações meteorológicas registaram temperatura máxima do ar superior a 38 graus Celsius.

5.º mês mais chuvoso desde 2000

Quanto à precipitação, junho foi o 5.º mês mais chuvoso desde 2000, caracterizando-se por condições de instabilidade de ocorrência de períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e de granizo acompanhado de trovoada.

No que diz respeito à percentagem de água no solo, verificou-se uma diminuição no litoral da região Sul e aumento dos valores na região Centro.

As regiões do nordeste transmontano, parte do sul de Castelo Branco, Baixo Alentejo e Algarve registaram valores de percentagem de água no solo inferiores a 40%.

 

 

Topo
Este site utiliza cookies da Google para disponibilizar os respetivos serviços e para analisar o tráfego. O seu endereço IP e agente do utilizador são partilhados com a Google, bem como o desempenho e a métrica de segurança, para assegurar a qualidade do serviço, gerar as estatísticas de utilização e detetar e resolver abusos de endereço.