ZERO manifesta parecer desfavorável ao projeto de captação de água no Pomarão

ZERO manifesta parecer desfavorável ao projeto de captação de água no Pomarão

A ZERO - Associação Sistema Terrestre Sustentável manifestou, esta sexta-feira, o seu parecer desfavorável relativamente ao projeto de Reforço do Abastecimento de Água ao Algarve a partir da Solução de Tomada de Água no Pomarão, cujo período de consulta pública ao Estudo de Impacte Ambiental (EIA) ficou concluído no dia 29 de abril. 

De acordo com a associação ambientalista, este projeto contraria o preconizado na Diretiva Quadro da Água, quanto à necessidade de implementação de estratégias capazes de tornar os usos e consumos de água mais sustentáveis, ao prosseguir uma "lógica de aumento da captação e retenção de um recurso escasso para fazer face a consumos insustentáveis: "Este é mais um projeto que ilustra esta lógica de pensamento e de atuação ao intervir diretamente sobre as massas de água para captação de caudais adicionais destinados a aumentar a retenção/armazenamento de água, não só com o objetivo de garantir que não falta água às populações, mas que simultaneamente pretende garantir que a agricultura praticada na região continua a dispor dos caudais necessários para manter ou, até mesmo aumentar, os seus níveis de consumo e desperdício", argumenta.

Além disso, acrescenta a ZERO, embora o Estudo de Impacte Ambiental (EIA) desvalorize os possíveis impactes transfronteiriços do projeto, o mesmo carece de negociação no âmbito da Convenção de Albufeira, "pelo que qualquer avanço sem a prévia negociação irá colocar o projeto numa posição de ilegalidade, à semelhança do que já acontece com a captação Boca-Chança, realizada por Espanha, localizada a jusante do local previsto para a tomada de água do Pomarão". 

Por fim, a ZERO alerta para o facto de este projeto depender da libertação de caudais adicionais de Alqueva. Devido aos motivos expostos, a associação conclui que o projeto insiste "numa lógica de aumento da oferta de água através do aumento da captação e armazenamento de água particularmente, quando todos os cenários futuros apontam para uma contínua redução dos valores anuais de precipitação reforçando a necessidade de se apostar numa estratégia de longo prazo assente em soluções direcionadas para uma maior eficiência no uso da água disponível".

Topo
Este site utiliza cookies da Google para disponibilizar os respetivos serviços e para analisar o tráfego. O seu endereço IP e agente do utilizador são partilhados com a Google, bem como o desempenho e a métrica de segurança, para assegurar a qualidade do serviço, gerar as estatísticas de utilização e detetar e resolver abusos de endereço.