Cristalização fere renovação no setor da Água

14.10.2020

Abrir portas a jovens profissionais altamente qualificados será essencial para inovar no Saneamento e na Água, «o que significa que a renovação tem de ser top-down, pois só assim se alarga o círculo e se poderá caminhar em passos mais largos para o fim da sua ‘cartelização» defende Nuno Campilho, colunista do Água&Ambiente – Portal Ambiente Online.

 

Um alerta dirigido a um setor que vê «concentrado em torno de um conjunto de profissionais que, sem prejuízo de toda a sua mais valia, saber, competência e capacidade de legar (eu que o diga), andam por cá há mais de 30 anos e são sempre os mesmos».

 

 

Leia tudo em: Nuno Campilho: O futuro do setor da Água e do Saneamento

VOLTAR