Maior ambição para a internacionalização do setor da água

09.09.2020

Pedro Perdigão gostaria de ver maior ambição refletida no PENSAARP 2030. O Administrador no grupo Indaqua acredita que o setor poderá ser relevante na economia nacional e que não deve haver hesitações em projetar, internacionalmente, as nossas competências.

 

Na sua opinião, o mote  “serviços de águas de excelência para todos e com contas certas”, adotado para o PENSAARP 2030, é mal direcionado, já que não estão em causa as acessibilidades. «Podemos, seguramente, fazer mais do que o saneamento básico deste país e, mais do que contas certas, precisamos de sustentabilidade económico-financeira, vinda da competitividade e eficiência».

 

 

Leia tudo em: Pedro Perdigão: PENSAAR Pequenino não, por favor

VOLTAR